sexta-feira, 30 de março de 2018

Exame - " Governo da Austrália evidencia vantagens para empreender no país"

Estrangeiros podem optar por investir diretamente na empresa e candidatar-se à residência permanente

"..Com 27 anos de ininterrupto crescimento econômico, a Austrália desenvolveu um programa robusto para atrair empresários estrangeiros que estejam interessados em se candidatar a um visto de residência permanente no país. As opções para os investidores incluem a abertura de um novo negócio, a instalação de uma subsidiária de empresa internacional na Austrália ou a compra de uma companhia australiana já existente.

Os esforços das autoridades locais para chamar a atenção de empreendedores e auxiliá-los a formatar seus negócios no país foram evidenciados em recente relatório da Australian Trade and Investment Commission (Austrade). O documento de 2018 demonstra as vantagens do mercado para interessados em abrir novas empresas ou comprar companhias já existentes. Entre os argumentos apresentados, está o fato de que a Austrália é o 15º mercado mais fácil para se fazer negócios entre 190 países analisados – e o 5º dentre os países com uma população similar ou maior que a australiana.

Além das condições favoráveis para a operação empresarial dentro da própria Austrália, o Austrade reforça que o país está interligado com um mercado asiático em franca expansão – o que amplia as possibilidades regionais de negócio. Também em comparação às grandes economias mundiais (Estados Unidos, Reino Unido e União Europeia), a previsão é a de que a Austrália obtenha o maior crescimento econômico entre 2018 e 2022 (de 2,8% ao ano), segundo o documento intitulado “Benchmark Report 2018”.

Antes de tudo, o Austrade reconhece a importância dos investimentos diretos na economia do país, que já alcançaram a marca de AU$ 1,1 trilhão de ativos e receitas próximas de AUS$ 630 bilhões anuais. Cerca de 700 mil australianos são empregados por empresas estrangeiras no país nos mais diferentes segmentos. Embora a ênfase desses aportes seja em infraestrutura (especialmente no setor de mineração), o país comemora o aumento no fluxo de investimentos diretos em prestação de serviços, incluindo saúde, educação, turismo, gestão de riquezas e outros. 

“Ao evidenciar a importância e o potencial econômico para novos negócios estrangeiros no país, o governo demonstra a abertura às iniciativas de empreendedores estrangeiros que tenham projetos para fixar residência no país para conduzir suas empresas em solo australiano, conforme temos informado em nosso site(http://www.mquality.com.br/  )”, comenta o consultor imigratório MaCson Queiroz JP. Ele explica que o governo possui regras específicas para os vários tipos de empresas possíveis de serem criadas por imigrantes.

Entre as opções disponíveis, o empreendedor pode abrir um negócio individual (comparável à entidade do Microempreendedor Individual no Brasil), em que o fundador é o único proprietário e quem responde por toda a administração. A empresa pode ainda ser configurada como uma companhia – ou seja, constituída por meio de uma pessoa jurídica específica. Outras modalidades de empresas são partnerships, em que vários sócios dividem as funções executivas do negócio, e gestoras que detêm e administram ativos (físicos ou financeiros) de terceiros. “Em qualquer desses formatos, abrir uma empresa nova em um país diferente do seu apresenta desafios para o empreendedor. Por isso, oferecemos um programa completo de consultoria àqueles que tentam desbravar um mercado tão promissor”, acrescenta Queiroz, que é fundador e diretor da M.Quality, única agência brasileira de imigração e negócios com 16 anos de atuação na Austrália.

Os estrangeiros ainda podem fazer o registro na Austrália como empresa estrangeira, mantendo-a vinculada, por exemplo, a uma matriz brasileira e operando como uma subsidiária. Adquirir uma companhia australiana é outra possibilidade para investidores que queiram conduzir um negócio já estabelecido, mas que requer aprovação da Australian Securities & Investments Commission.

Para todas as opções, o governo apresenta regras fiscais específicas, assim como regulamentações próprias de cada setor de atividade. A consultoria da M.Quality inclui o acompanhamento dessas normas, assim como de todos os passos que envolvem desde a abertura legal da empresa na Austrália, até o registro de sua marca e domínio.

Paralelamente, o Departamento de Home Affairs, responsável pelas questões relacionadas à imigração, oferece diversas categorias de vistos para negócios e investimentos no país. “As oportunidades são muitas, mas a escolha do melhor modelo depende do perfil de cada investidor e empreendedor estrangeiro. Um novo projeto de vida que envolve empreender e imigrar na Austrália precisa contar com um planejamento criterioso e especializado em imigração”, recomenda MaCson Queiroz JP, da M.Quality.

Diante das inúmeras vantagens para se investir e viver na Austrália, os órgãos de governo envolvidos na atração de investidores e regulação de imigrantes alerta os interessados para que busquem informação qualificada sobre vistos de permanência no país (vinculados ou não à abertura de novas empresas). Um dos cuidados deve ser a busca de consultores experientes no tema e devidamente credenciados pelo governo para atuar nesse setor. A M.Quality, por exemplo, oferece um serviço completo de informações sobre as mais diferentes possibilidades de imigração para brasileiros. Para registrar-se e receber as informações, basta acessar o portal da empresa.

Sobre a M.Quality

A M.Quality é uma empresa de assessoria em imigração, negócios e intercâmbio especializada em processos de visto para a Austrália. Fundada em 2001, é a única agência brasileira do setor que possui licença validada pelo governo australiano há 17 anos. A M.Quality foi criada na Austrália e no Brasil por meio do empreendedorismo de MaCson Queiroz JP, engenheiro eletrônico pela Escola de Engenharia Mauá (SP), ex-instrutor do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI/SP) e reconhecido consultor imigratório no país. Com sede em Sydney, a empresa possui também escritório em São Paulo. Seu website tornou-se uma das mais procuradas fontes de informação segura sobre imigração, como morar e trabalhar legalmente na Austrália entre brasileiros...."


Fonte: Exame

Postar um comentário