sexta-feira, 30 de março de 2018

Exame - " Governo da Austrália evidencia vantagens para empreender no país"

Estrangeiros podem optar por investir diretamente na empresa e candidatar-se à residência permanente

"..Com 27 anos de ininterrupto crescimento econômico, a Austrália desenvolveu um programa robusto para atrair empresários estrangeiros que estejam interessados em se candidatar a um visto de residência permanente no país. As opções para os investidores incluem a abertura de um novo negócio, a instalação de uma subsidiária de empresa internacional na Austrália ou a compra de uma companhia australiana já existente.

Os esforços das autoridades locais para chamar a atenção de empreendedores e auxiliá-los a formatar seus negócios no país foram evidenciados em recente relatório da Australian Trade and Investment Commission (Austrade). O documento de 2018 demonstra as vantagens do mercado para interessados em abrir novas empresas ou comprar companhias já existentes. Entre os argumentos apresentados, está o fato de que a Austrália é o 15º mercado mais fácil para se fazer negócios entre 190 países analisados – e o 5º dentre os países com uma população similar ou maior que a australiana.

Além das condições favoráveis para a operação empresarial dentro da própria Austrália, o Austrade reforça que o país está interligado com um mercado asiático em franca expansão – o que amplia as possibilidades regionais de negócio. Também em comparação às grandes economias mundiais (Estados Unidos, Reino Unido e União Europeia), a previsão é a de que a Austrália obtenha o maior crescimento econômico entre 2018 e 2022 (de 2,8% ao ano), segundo o documento intitulado “Benchmark Report 2018”.

Antes de tudo, o Austrade reconhece a importância dos investimentos diretos na economia do país, que já alcançaram a marca de AU$ 1,1 trilhão de ativos e receitas próximas de AUS$ 630 bilhões anuais. Cerca de 700 mil australianos são empregados por empresas estrangeiras no país nos mais diferentes segmentos. Embora a ênfase desses aportes seja em infraestrutura (especialmente no setor de mineração), o país comemora o aumento no fluxo de investimentos diretos em prestação de serviços, incluindo saúde, educação, turismo, gestão de riquezas e outros. 

“Ao evidenciar a importância e o potencial econômico para novos negócios estrangeiros no país, o governo demonstra a abertura às iniciativas de empreendedores estrangeiros que tenham projetos para fixar residência no país para conduzir suas empresas em solo australiano, conforme temos informado em nosso site(http://www.mquality.com.br/  )”, comenta o consultor imigratório MaCson Queiroz JP. Ele explica que o governo possui regras específicas para os vários tipos de empresas possíveis de serem criadas por imigrantes.

Entre as opções disponíveis, o empreendedor pode abrir um negócio individual (comparável à entidade do Microempreendedor Individual no Brasil), em que o fundador é o único proprietário e quem responde por toda a administração. A empresa pode ainda ser configurada como uma companhia – ou seja, constituída por meio de uma pessoa jurídica específica. Outras modalidades de empresas são partnerships, em que vários sócios dividem as funções executivas do negócio, e gestoras que detêm e administram ativos (físicos ou financeiros) de terceiros. “Em qualquer desses formatos, abrir uma empresa nova em um país diferente do seu apresenta desafios para o empreendedor. Por isso, oferecemos um programa completo de consultoria àqueles que tentam desbravar um mercado tão promissor”, acrescenta Queiroz, que é fundador e diretor da M.Quality, única agência brasileira de imigração e negócios com 16 anos de atuação na Austrália.

Os estrangeiros ainda podem fazer o registro na Austrália como empresa estrangeira, mantendo-a vinculada, por exemplo, a uma matriz brasileira e operando como uma subsidiária. Adquirir uma companhia australiana é outra possibilidade para investidores que queiram conduzir um negócio já estabelecido, mas que requer aprovação da Australian Securities & Investments Commission.

Para todas as opções, o governo apresenta regras fiscais específicas, assim como regulamentações próprias de cada setor de atividade. A consultoria da M.Quality inclui o acompanhamento dessas normas, assim como de todos os passos que envolvem desde a abertura legal da empresa na Austrália, até o registro de sua marca e domínio.

Paralelamente, o Departamento de Home Affairs, responsável pelas questões relacionadas à imigração, oferece diversas categorias de vistos para negócios e investimentos no país. “As oportunidades são muitas, mas a escolha do melhor modelo depende do perfil de cada investidor e empreendedor estrangeiro. Um novo projeto de vida que envolve empreender e imigrar na Austrália precisa contar com um planejamento criterioso e especializado em imigração”, recomenda MaCson Queiroz JP, da M.Quality.

Diante das inúmeras vantagens para se investir e viver na Austrália, os órgãos de governo envolvidos na atração de investidores e regulação de imigrantes alerta os interessados para que busquem informação qualificada sobre vistos de permanência no país (vinculados ou não à abertura de novas empresas). Um dos cuidados deve ser a busca de consultores experientes no tema e devidamente credenciados pelo governo para atuar nesse setor. A M.Quality, por exemplo, oferece um serviço completo de informações sobre as mais diferentes possibilidades de imigração para brasileiros. Para registrar-se e receber as informações, basta acessar o portal da empresa.

Sobre a M.Quality

A M.Quality é uma empresa de assessoria em imigração, negócios e intercâmbio especializada em processos de visto para a Austrália. Fundada em 2001, é a única agência brasileira do setor que possui licença validada pelo governo australiano há 17 anos. A M.Quality foi criada na Austrália e no Brasil por meio do empreendedorismo de MaCson Queiroz JP, engenheiro eletrônico pela Escola de Engenharia Mauá (SP), ex-instrutor do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI/SP) e reconhecido consultor imigratório no país. Com sede em Sydney, a empresa possui também escritório em São Paulo. Seu website tornou-se uma das mais procuradas fontes de informação segura sobre imigração, como morar e trabalhar legalmente na Austrália entre brasileiros...."


Fonte: Exame

terça-feira, 20 de março de 2018

Ajustes na lista de profissões utilizada na imigração a Austrália


O governo estadual de SA informou-nos que as profissões listadas abaixo não terão a sua aprovação mesmo que você tenha 90 pontos ou mais!

132211 Finance Manager
221111 Accountant (General)
221112 Management Accountant
221113 Taxation Accountant
221213 External Auditor
221214 Internal Auditor 
222112 Finance Broker
222199 Financial Brokers nec
222211 Financial Market Dealer
222299 Financial Dealers nec
222311 Financial Investment Adviser
222312 Financial Investment Manager
225113 Marketing Specialist


Lembre-se que você poderá ter outras alternativas, mas atente que pedido de visto australiano é realmente um assunto sério. Se estiver procurando por ajuda profissional não deixe o seu futuro nas mãos de amadores ou inexperientes. Nós somos especialistas há mais de 16 anos em vistos para a Austrália. Converse conosco antes de fechar negócio. Nosso telefone (11) 3382-7110.

Sobre a M.Quality – A M.Quality é uma empresa de assessoria em imigração, negócios e intercâmbio especializada em processos de visto para a Austrália. Fundada em 2001, é a única agência brasileira do setor que possui licença validada pelo governo australiano há 17 anos. A M.Quality foi criada na Austrália e no Brasil por meio do empreendedorismo de MaCson Queiroz JP, engenheiro eletrônico pela Escola de Engenharia Mauá (SP), ex-instrutor do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI/SP) e reconhecido consultor imigratório no país. Com sede em Sydney, a empresa possui também escritório em São Paulo. Seu website tornou-se uma das mais procuradas fontes de informação segura sobre imigração, como morar e trabalhar legalmente na Austrália entre brasileiros.

domingo, 11 de março de 2018

O Curso de Inglês Mais Barato em Toda a Austrália




É praticamente do conhecimento de todos os interessados em fazer um intercâmbio de estudos na Austrália que os serviços de escolha de curso, matrícula escolar, intermediação e etc que as centenas de agências de intercâmbio para Austrália prestam aos seus clientes são gratuitos. Ou seja, as agências de intercâmbio ganham o seu sustento através da comissão que recebem das escolas nos serviços que vendem e não há nada de errado nisto.

No entanto uma comissão é quase que invariavelmente calculada baseada em uma porcentagem do valor base e isto naturalmente significa que quanto maior for o valor base, maior será a quantia a ser paga na comissão. Por que estamos explicando este conceito simples de matemática? Percebemos que a esmagadora maioria das agências de intercâmbio não oferece cursos de inglês na Austrália por menos de A$200/semana(~R$500). Fica a pergunta: será que não existem cursos de inglês na Austrália decentes por menos de A$200/semana? Ou será que isto é apenas devido a avidez pelo insaciável desejo de lucros maiores de alguns? Vamos raciocinar?

Nós novamente trazemos com total exclusividade na mídia nacional os fatos sobre o curso de inglês mais barato em toda a Austrália e uma vez bem informado, acreditamos que terá perfeitas condições de chegar a sua própria conclusão e escolher o curso mais apropriado ao que realmente pode pagar.

Cursos mais baratos são os piores?....

Dentro de nossa cultura brasileira é muito difícil não termos esta opinião preconceituada já em berço que os cursos mais baratos são os piores. Afinal exemplos desta triste realidade não nos faltam nas áreas da saúde , educação, alimentação e etc.... Mas as agências de intercâmbio para Austrália omitem o fato que felizmente esta não é a realidade vivenciada na Austrália. Nem tudo que é mais caro tornar-o garantido que será superior em qualidade. Vamos as evidências...

Um dos fatos omitidos pelas agências de intercâmbio é que governo australiano criou há muito tempo atrás a Lei dos Serviços Educacionais para Estudantes Estrangeiros (ESOS) e o Código Nacional de Boas Práticas para as Autoridades de Registro e Prestadores de Educação e Formação para Estudantes Estrangeiros de 2007 (Código Nacional). Isto significa que quando o assunto for qualidade de ensino nas 1.200 instituições e 22 mil cursos que você tem para escolher na Austrália, padrões nacionalmente homogêneos para provedores de educação e formação para estudantes estrangeiros são garantidos por lei.

Estas leis, entre outras coisas, garantem a carga horária mínima de estudos que você terá na presença física(não online) de um professor qualificado de acordo com os padrões australianos de ensino ao estudar , por exemplo, por exemplo, General English em qualquer cidade na Austrália.

Uma outra garantia que estas leis proporcionam a você é o número máximo de estudantes por classe que a escola poderá oferecer-lhe. Mesmo a Austrália sendo capitalista, o governo australiano colocou nestas leis garantias que você receberá da escola uma oferta de parcelamento dos pagamentos escolares, obrigação da escola colocar-lhe claramente os termos de re-embolso e outros.

Para aqueles que já estão na Austrália e renovando os seus respectivos visto de estudante, estas leis até mesmo garantem uma compensação financeira se tornar-se vítima de fraude por parte de alguma agência de intercâmbio na Austrália que contratou ou mesmo no caso da escola ter pedido falência após o seu pagamento.

Mas não podemos deixar de dar-lhe este alerta: se você estiver fora da Austrália a garantia explicada acima não existe e os riscos de perdas financeiras e emocionais são todos seus! A menos que esteja realizando o processo de intercâmbio de estudos para Austrália por intermédio de uma agência de imigração registrada junto ao OMARA (“Office of the Migration Agents Registration Authority” – uma espécie de secretaria de defesa e proteção aos direitos do consumidor criado pelo do governo australiano), como tem sido a M.Quality nestes últimos 16 anos.

Mas então por que há diferenças nos preços dos cursos na Austrália?....

Como em toda sociedade capitalista, os fatores de demanda e procura são essenciais ingredientes na formação dos preços dos cursos na Austrália. Mas não menos importantes também são os diferenciais como: distância da escola à praia ou ao centro comercial, aos pontos turísticos, número de professores em classe, anos de experiência profissional dos professores, nível dos recursos audiovisuais, recursos online, proximidade do transporte público, oferta de serviços para ajuda na procura de emprego, uso gratuito dos computadores e internet, e etc.

Sendo assim, todos estes fatores exemplificados acima podem e fazem a diferença entre uma escola australiana que cobre até mesmo A$450 por semana para o seu curso de General English! Então recomendamos que faça um bom planejamento estratégico do que realmente está procurando nos seus estudos na Austrália, pois a diferença entre pagar A$250 por semana ou de A$160, pode trazer-lhe a economia que precisa ter futuramente para matricular-se no curso que finalmente colocará-lhe no caminho da residência permanente na Austrália sem perda da qualidade de ensino.

Qual é então o curso de inglês mais barato em toda a Austrália?....

Em primeiríssima mão, a M.Quality, a única agência de intercâmbio e imigração para a Austrália a dar-lhe esta oferta no Brasil e para todo o restante da América Latina de duas opções de cursos de inglês por apenas A$160 por semana(~R$400). Confira abaixo as particularidades únicas desta sensacional oferta:

#Cursos: General English ou IELTS Exam Preparation & PTE Preparation Courses;
#Cidade: Perth;
#General English: do básico ao avançado;
#*Período das aulas: flexibilidade de ir na parte da manhã ou da noite dependendo de seus compromissos (* nenhuma outra escola em Perth jamais ofereceu tal flexibilidade ao estudante);
#Matrícula escolar: A$350( valor não reembolsável);
#Taxa do Material Escolar: A$150 para as primeiras 12 semanas (A$5 por semana adicional);
#Início: deve iniciar as aulas antes de ***(consulte-nos);
#Valor: apenas A$160 por semana( desconto maior se contratar acima de 48 semanas).

Para facilitar, por favor, confira o nosso exemplo abaixo de orçamento para estudar por 6 meses na Austrália

#Cursos: General English ou IELTS Exam Preparation & PTE Preparation Courses;
#Cidade: Perth;
#Matrícula escolar: A$350( valor não reembolsável);
#Valor do curso: A$4,160;
#Taxa do Material Escolar: A$220;
#Taxa Governamental do Visto: A$560;
#Taxa do Seguro de Saúde Obrigatório(7 meses/solteiro(a)): A$318;
#Acomodação em casa de família australiana em quarto individual com 3 refeições diárias: A$1,240(para as primeiras 4 semanas ).

Sua oportunidade....

Se os seus planos são de continuar ou fazer um intercâmbio na Austrália em um curso de qualidade mas sem acabar com as suas economias você não imaginaria ter uma notícia melhor do que esta acima. Venha conversar conosco, pois a consulta para o intercâmbio na Austrália é GRÁTIS! É isto mesmo! A M.Quality por um período limitado mostrado acima está oferecendo para todos os interessados no curso de inglês mais barato em toda a Austrália para obter pela primeira vez ou renovar o visto australiano de estudante uma consulta grátis para dirimir as dúvidas de intercâmbio na Austrália antes de qualquer investimento seu, pois infelizmente venda de cursos caríssimos e inadequados aos seus propósitos de intercâmbio na Austrália ainda estão acontecendo. Clique aqui no nosso “Consulta Grátis P/Estudantes” para obter mais detalhes de como tirar o máximo proveito desta sensacional oferta.

Sabendo-se que a M.Quality é a única agência de imigração e intercâmbio brasileira com mais de 17 anos de experiência oferecendo os serviços de intercâmbio para a Austrália, fica uma questão de bom senso a sua escolha e agora não poderá dizer que não foi alertado. Não alimente a ganância de alguns, pois poderá tornar-se parte do problema. Esta é mais uma notícia nossa de utilidade pública. Consegue imaginar agora o que poderíamos fazer mais em seu benefício ao se tornar nosso cliente? Esta é mais uma prova que a M.Quality faz mais por você!

Sobre a M.Quality – A M.Quality é uma empresa de assessoria em imigração, negócios e intercâmbio especializada em processos de visto para a Austrália. Fundada em 2001, é a única agência brasileira do setor que possui licença validada pelo governo australiano há 17 anos. A M.Quality foi criada na Austrália e no Brasil por meio do empreendedorismo de MaCson Queiroz JP, engenheiro eletrônico pela Escola de Engenharia Mauá (SP), ex-instrutor do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI/SP) e reconhecido consultor imigratório no país. Com sede em Sydney, a empresa possui também escritório em São Paulo. Seu website tornou-se uma das mais procuradas fontes de informação segura sobre imigração, como morar e trabalhar legalmente na Austrália entre brasileiros.

quarta-feira, 7 de março de 2018

Exame - "Processo de imigração de fisioterapeutas para a Austrália é facilitado para brasileiros"

Médias salariais pagas por profissionais no país está entre as mais altas do mundo, chegando a US$ 80 mil ao ano.


" O governo australiano anunciou recentemente que poderá conceder até 1.464 vistos de residência para fisioterapeutas estrangeiros. O número é 32% superior à previsão anunciada em 2015 para o programa de imigração profissional do país. Esta medida confirma que o país está cada vez mais aberto a receber profissionais que atuam fora da Austrália. Especialmente para brasileiros, o anúncio veio acompanhado da possibilidade de mais profissionais terem o reconhecimento de seu diploma de forma muito mais simplificada.

O chamado General Skilled Migration Program é voltado para a concessão de vistos para profissionais especializados em determinadas carreiras que estão sob demanda na Austrália. Fisioterapia está entre as profissões mais valorizadas pelos órgãos de controle de imigração. Há 40 anos, esta ocupação é encontrada recorrentemente na lista de especializações que permitem ao imigrante estrangeiro atuar profissionalmente na Austrália. Apesar da abertura do governo para esta especialização, apenas 37 vistos foram concedidos nesta categoria entre as 1.104 possibilidades ofertadas pelo governo. E entre os 1.464 vistos possíveis de serem concedidos para fisioterapeutas estrangeiros desde julho de 2017, apenas 33 foram emitidos até janeiro deste ano (menos de 3%, portanto).
Para o consultor imigratório MaCson Queiroz JP, estes números indicam um mercado amplo e consistente para fisioterapeutas estrangeiros na Austrália. Mas, ao mesmo tempo, poucos profissionais são bem assessorados sobre a validação do diploma universitário e da experiência de trabalho para atender aos requisitos dos órgãos avaliadores. “Existe a possibilidade de obter o reconhecimento profissional de forma muito mais facilitada, conforme temos informado em nosso site(http://www.mquality.com.br)”, afirma Queiroz, fundador e diretor da M.Quality, única agência brasileira credenciada de imigração e negócios com 16 anos de atuação na Austrália.
Processo facilitado
Até recentemente, fisioterapeutas brasileiros consideravam que o reconhecimento profissional dependia da aprovação em provas escritas e em rigorosos exames clínicos realizados no exterior. Por isso, vários desistiam de tentar a validação porque os custos desses testes eram muito altos, chegando a US$ 18 mil. Uma alternativa era cursar toda a graduação ou o mestrado na Austrália, mas com investimentos ainda mais significativos. “O baixo número de vistos concedidos para fisioterapeutas no programa está diretamente relacionado à dificuldade e aos custos do processo”, avalia Queiroz.
Em 2015, a M.Quality começou a divulgar entre os brasileiros a possibilidade de substituir esses testes pela análise da equivalência de currículos universitários. Esta medida já havia sido ofertada pelo governo australiano, mas continuava desconhecida pelos interessados. A equivalência é definida a partir da comparação entre o programa de ensino cursado pelo profissional no Brasil e os parâmetros nacionais australianos. No entanto, a implementação dessa medida ainda dependia que universidades brasileiras e seus cursos fossem avaliados e considerados equivalentes aos programas de graduação na Austrália.
Só agora, em 2018, o Brasil teve sua primeira universidade federal – a UFSCar (de São Carlos, SP) – aceita no seleto grupo das instituições de ensino superior reconhecidas pelo Australian Physiotherapy Council (Conselho Australiano de Fisioterapia).
“Entre as várias vantagens dessa mudança está o fato de que o profissional pode continuar suas atividades no Brasil até que seu processo de validação seja concluído e encaminhado à imigração, sem necessidade prévia de comprovar proficiência no idioma inglês”, complementa o diretor da M.Quality.
Mercado atrativo
As facilidades aprovadas pelo governo australiano evidenciam a necessidade de suprir um mercado desabastecido de mão de obra especializada em saúde. Os fisioterapeutas, por exemplo, são profissionais que podem ter ganhos anuais acima de US$ 80 mil (ou R$ 21 mil mensais), de acordo com pelo menos 20% das 1.800 vagas anunciadas pelo Seek, o mais popular portal de empregos da Austrália.
Dados da OCDE indicam que as médias de salários anuais pagos na Austrália para fisioterapeutas estão entre as mais altas do mundo, superando países como Cingapura (US$ 31 mil), Nova Zelândia (US$ 27 mil), Finlândia (US$ 36 mil), Canadá (US$ 42 mil) e Bélgica (US$ 44 mil).
O desenvolvimento desse mercado é ainda mais promissor por uma série de fatores locais, como o envelhecimento da população australiana e a necessidade de profissionais dedicados ao aprimoramento da qualidade de vida dos idosos. Segundo a Associação Australiana de Fisioterapeutas, a demanda por profissionais continuará intensa no país até 2025, tanto em grandes hospitais como em pequenos centros integrados de saúde. A instituição ainda prevê uma pressão crescente pela qualidade e variedade de ofertas de serviços no sistema público de saúde. Isso inclui maior demanda por fisioterapeutas capazes de lidar com casos complexos, de maneira integrada a outras especialidades e com apoio de recursos de tecnologia.
O governo recomenda que fisioterapeutas interessados no programa de imigração profissional da Austrália procurem apenas agentes imigratórios credenciados. Eles saberão avaliar se o profissional é elegível ao visto e, então, oferecer as orientações corretas para o processo burocrático.
Sobre a M.Quality
A M.Quality é uma empresa de assessoria em imigração, negócios e intercâmbio especializada em processos de visto para a Austrália. Fundada em 2001, é a única agência brasileira do setor que possui licença validada pelo governo australiano há 17 anos. A M.Quality foi criada na Austrália e no Brasil por meio do empreendedorismo de MaCson Queiroz JP, engenheiro eletrônico pela Escola de Engenharia Mauá (SP), ex-instrutor do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI/SP) e reconhecido consultor imigratório no país. Com sede em Sydney, a empresa possui também escritório em São Paulo. Seu website tornou-se uma das mais procuradas fontes de informação segura sobre imigração, como morar e trabalhar legalmente na Austrália entre brasileiros."

Fonte: Exame

domingo, 4 de março de 2018

New Zealand estuda retirar os direitos trabalhistas dos estudantes internacionais



Se você está com planos de estudar e trabalhar na Nova Zelândia, fique atento neste espaço. Pois o novo governo (Partido Trabalhista) está considerando retirar os direitos trabalhistas dos estudantes internacionais que venham estudar em um curso de nível inferior ao bacharelado, segundo o site do The Special Broadcasting Service (SBS).

Os estudos apontam que a economia do país perderá anualmente algo superior ao equivalente de A$268 milhões de doláres australianos, mas a preocupação do governo não é com este lado financeiro, mas sim de colocar a Nova Zelândia como uma referência em qualidade de ensino para o restante do mundo. 

Lembre-se que na Austrália ainda não estudam isto e você também pode ter chances de estudar e trabalhar na Austrália, mas atente que pedido de visto australiano é realmente um assunto sério. Se estiver procurando por ajuda profissional não deixe o seu futuro nas mãos de amadores ou inexperientes. Nós somos especialistas há mais de 16 anos em vistos para a Austrália. Converse conosco antes de fechar negócio. Nosso telefone (11) 3382-7110.

Sobre a M.Quality – A M.Quality é uma empresa de assessoria em imigração, negócios e intercâmbio especializada em processos de visto para a Austrália. Fundada em 2001, é a única agência brasileira do setor que possui licença validada pelo governo australiano há 17 anos. A M.Quality foi criada na Austrália e no Brasil por meio do empreendedorismo de MaCson Queiroz JP, engenheiro eletrônico pela Escola de Engenharia Mauá (SP), ex-instrutor do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI/SP) e reconhecido consultor imigratório no país. Com sede em Sydney, a empresa possui também escritório em São Paulo. Seu website tornou-se uma das mais procuradas fontes de informação segura sobre imigração, como morar e trabalhar legalmente na Austrália entre brasileiros.